5 tendências para a Plataforma LMS Corporativa

 

A Plataforma LMS Corporativa (Learning Management System) modificou a educação corporativa ao oferecer às empresas diferentes recursos para a implantação de processos de aprendizagem online. Além da criação de conteúdos formativos, o LMS corporativo oferece diferentes formas de interação e a possibilidade de acompanhamento ou avaliação, por parte dos gestores, do desempenho de cada funcionário.

Acompanhando as tendências tecnológicas e também as crescentes necessidades formativas profissionais, essa plataforma continua a evoluir de modo a atender às demandas do mercado. Assim, são proporcionadas às empresas e aos colaboradores experiências de aprendizagem cada vez mais interativas e eficientes.  

Para manter um sistema de gestão de aprendizado efetivo, é importante estar atento às novas possibilidades de inovação e ensino. Neste artigo, selecionamos cinco tendências do LMS corporativo que você deve incorporar no seu negócio. Confira!

 

1. Aprendizagem social e colaborativa

 

Segundo a teoria da aprendizagem social (social learning), aprendemos quando observamos a ação dos outros, seja na convivência cotidiana e presencial ou em ambientes virtuais. Outra contribuição desse pensamento é reconhecer que o processo de aprendizado não depende de um contexto formal de educação ou do meio utilizado para obter o conteúdo — dispositivos móveis, livros, blogs etc.

No ambiente corporativo, a aprendizagem social incentiva a colaboração e ajuda os funcionários quanto ao desenvolvimento pessoal e profissional. Para integrá-la à cultura organizacional, é preciso criar um ambiente formativo que gerencie o aprendizado informal e favoreça a troca de experiências ou conhecimento em comunidade.

Por isso, ainda que o LMS corporativo possibilite aos participantes um ritmo de aprendizagem individual, a plataforma deve oferecer também espaços de interação e recursos colaborativos, que mantenham os colaboradores engajados na formação e em comunicação com seus pares.

Entre as estratégias a serem usadas no LMS corporativo para garantir um espaço de aprendizagem social, destacam-se:

 

  • a promoção de ambientes de interação como chats, fóruns e grupos de discussão, para que os profissionais dialoguem e esclareçam dúvidas com especialistas e colegas;
  • a criação de grupos interesse que possibilitem aos funcionários compartilhar experiências profissionais e interesses em comum, colaborando com soluções para a empresa;
  • o investimento em ferramentas para o compartilhamento de documentos, textos e outros tipos de conteúdo;
  • a organização de uma biblioteca virtual, que permita o acesso a diferentes conteúdos pelo usuário.

 

2. Aprendizagem em vídeo

 

Cresce cada vez mais o número de pessoas que busca aprender por meio dos vídeos. Segundo o YouTube, esse formato já é responsável por cerca de 80% do tráfego da internet, sendo os smartphones as principais formas de acesso.

Por sua proximidade com os usuários, o treinamento em vídeo é uma das grandes tendências do LMS corporativo. Além de aumentar a sensação de realidade, tornando o aprendizado mais eficaz e empático, ele propicia uma experiência de aprendizagem mais prática e interativa, sendo também uma ótima ferramenta de engajamento.

Os vídeos podem ser incorporados ao LMS corporativo para incentivar os participantes a criarem conteúdos colaborativos. As transmissões ao vivo são um bom exemplo, pois permitem não só a maior interação entre participantes e tutores como o compartilhamento de ideias (por meio de perguntas e comentários).  

A empresa também pode incentivar seus funcionários a produzirem conteúdos em vídeo. É possível compartilhar conhecimentos profissionais especializados, abordar assuntos específicos da companhia ou fazer tutoriais explorando determinadas habilidades.

 

3. Gestão de talentos

 

Garantir a permanência de talentos é, sem dúvidas, uma das grandes preocupações de qualquer corporação, afinal uma equipe de alto desempenho garante melhores rendimentos no ambiente profissional. A gestão de talentos (Talent Management SystemTMS) surge justamente da necessidade de contratar, treinar e reter profissionais de alto padrão.

Para garantir a unificação entre os processos de gestão e desenvolvimento dos colaboradores, uma das tendências é que o LMS evolua para o TMS. Assim, ele se tornará um dos módulos desse sistema — que também inclui:

  • recrutamento;
  • avaliação de desempenho (metas e competências);
  • sucessão;
  • compensação. 

Vale ressaltar que o LMS não deixa de existir, pois permeia outros processos do TMS e permite que o recrutamento dos candidatos seja avaliado com seus recursos, por exemplo. Mesmo não optando por uma versão unificada, é importante que as empresas pensem em formas de integração entre os dois sistemas, de modo a garantir a aprendizagem e o desenvolvimento de carreira dos funcionários.  

 

4. LMS em cloud

 

O sistema de gestão de aprendizado na nuvem (cloud) é um serviço compartilhado. Isso porque ele possibilita que uma única versão do LMS, instalada nos servidores do fornecedor, seja utilizada por vários clientes simultaneamente.

O LMS em nuvem permite o gerenciamento sincrônico de diferentes usuários e uma redução dos gastos do fornecedor com hospedagem ou atualizações de software e hardware. Essa inovação resultou em uma diminuição significativa dos preços, facilitando o acesso à plataforma. Entre suas vantagens, estão:

  • rápida implantação;
  • custos de instalação reduzidos;
  • facilidade na manutenção e no uso;
  • segurança dos dados;
  • contratação de planos de assinatura de acordo com o número de usuários.

Além disso, como os dados de cada cliente são separados, a percepção é de uso exclusivo na plataforma.

 

5. Aprendizagem preditiva

 

Para engajar os colaboradores e facilitar o processo de aprendizagem, nada melhor do que oferecer opções customizadas de acordo com o perfil de cada participante. Nesse contexto, o ambiente de aprendizagem virtual pode ser um grande aliado, oferecendo dados específicos sobre o processo de ensino-aprendizagem de cada funcionário.

Com esse volume de informações coletadas, é possível traçar de forma automatizada o histórico de aprendizagem de cada profissional. Vale lembrar que o objetivo da aprendizagem preditiva é identificar e antecipar as necessidades formativas do usuário, oferendo um conjunto de conteúdos personalizados que melhore seu desempenho.

Incorporar recursos da aprendizagem preditiva à plataforma LMS permite recomendações automáticas de cursos, competências e conteúdos personalizados. Também é possível utilizar a ferramenta para dar visibilidade a conteúdos relevantes à empresa, além de conectar pessoas e especialistas de forma automática, segundo seus interesses.  

Não há dúvidas de que o LMS corporativo trouxe grandes transformações para a educação corporativa, certo? De acordo com essas cinco tendências, a plataforma pode impactar ainda mais o processo de ensino-aprendizagem dos funcionários.

Agora que você já sabe como seu LMS corporativo pode ficar ainda mais produtivo, que tal mostrar que está atento às melhores soluções? Compartilhe este conteúdo em suas redes sociais!

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *