7 Indicadores de Treinamento para você acompanhar

 

Investir em treinamentos é uma forma de aprendizagem crucial para que a empresa se mantenha atualizada e competitiva no mercado. Mas para que o RH saiba se esse investimento está causando o efeito desejado, é necessário analisar os indicadores de treinamento. 

Isso porque, atualmente, não existe uma boa gestão de pessoas sem análise de dados. Logo, em se tratando de investimento em treinamentos, existem vários indicadores para o RH acompanhar. Claro que, o profissional de Recursos Humanos deve utilizar aqueles que têm a ver com os objetivos da organização. 

Neste post, apresentaremos 7 desses indicadores para auxiliar você na escolha de quais sua empresa precisa acompanhar, de acordo com as particularidades do negócio. Então, continue a leitura!

 

Por que é importante acompanhar indicadores de treinamento?

 

Para transformar sua organização em um local onde os melhores profissionais querem estar, uma tendência forte no momento é a gestão de pessoas. Esse conceito se refere a um conjunto de métodos com o objetivo de colocar as pessoas em primeiro lugar, potencializando suas habilidades técnicas e comportamentais. 

Assim, investir em treinamentos é um fator primordial para o desenvolvimento dos colaboradores. Mas não basta escolher uma capacitação qualquer. As pessoas são diferentes e precisam ser geridas conforme suas forças e fraquezas. Nesse cenário, um bom planejamento é essencial para escolher treinamentos que sejam eficazes e, da mesma forma, avaliar os indicadores é igualmente válido.

 

Afinal, por que o RH deve estar envolvido?

 

Quando o RH tem os dados dos indicadores de treinamento e desenvolvimento em mãos, ele pode compreender de forma mais assertiva se os treinamentos estão sendo realmente efetivos ou se não estão impactando os colaboradores da maneira desejada.

Dessa forma, caso seja necessário, o RH pode intervir nos pontos que necessitam de aprimoramento e confirmar se determinadas capacitações vão de encontro ao perfil comportamental de cada colaborador.

Além disso, essa análise também faz com que a organização não invista capital financeiro em treinamentos que não estão trazendo engajamento, satisfação e aproveitamento para o time.

Um outro ponto importante a ser ressaltado, é que ao reunir dados que comprovam que um tipo de treinamento é eficiente, é possível que ele seja aprovado mais rapidamente pelos gestores.

 

Quais indicadores de treinamento acompanhar?

 

Agora, você, como membro do RH, poderá conhecer e analisar quais indicadores de treinamento fazem sentido à realidade vivida pela sua empresa e aplicá-los de forma estratégica para obter os melhores resultados para o time!

 

1. Taxa de adesão

 

Esse é um dos indicadores mais importantes de treinamento. Por meio dele, é possível  analisar a relação entre o número de colaboradores convidados a participar de um curso e quais de fato aderiram à capacitação.

Nesse cenário, o cálculo é feito da seguinte forma: 

  • se 20 colaboradores foram convocados, mas apenas 10 participaram, a sua taxa de adesão será de 50%.

Assim, com dado, é possível identificar se a divulgação foi feita de forma assertiva e qual o nível de interesse dos colaboradores em participar. Ainda, esse indicador mostra o nível de engajamento, além do interesse dos colaboradores em crescer profissionalmente e em evoluir junto à organização. 

 

Powered by Rock Convert

2. Taxa de abandono

 

Aqui, o indicador foca na identificação de quantos participantes desistiram da capacitação antes de concluir o treinamento. Por meio desse dado, é possível que o RH elabore pesquisas para identificar onde o curso falhou, como descobrir se está relacionado ao conteúdo, ao prazo de duração ou à execução das atividades.  

 

3. Taxa de aplicação e aprendizado

 

Como o próprio nome já diz, esse indicador auxilia o RH a entender qual foi o nível de aprendizado dos colaboradores em relação ao treinamento. Geralmente, esse dado é obtido por meio de um teste com perguntas assimiladas ao conteúdo aplicado no final da capacitação. 

Outra forma de obter esse número, é realizando testes antes do início do treinamento. Assim, é possível entender se o conteúdo oferecido foi o satisfatório. Com a média desses resultados em mãos, o RH saberá se os colaboradores realmente aprenderam ou se o treinamento precisa de melhorias. 

 

4. Valor gasto

 

Saber o quanto foi gasto nas capacitações com professor, material, metodologia, aluguel de espaço, dentre outros custos, dividindo o valor total entre o número de participantes, é uma maneira eficaz de organizar as finanças da empresa. Além disso, com esse dado em mãos, é possível saber o quanto o negócio está investindo na capacitação de cada colaborador. 

 

5. Tempo investido

 

Calcular os custos de uma capacitação é importante, mas ter uma média de tempo investido também é fundamental para organizar melhor as estratégias e ações do RH.

Isso porque, por meio desse indicador, é possível entender a relação entre o total de horas trabalhadas e de capacitação. Além disso, esse dado também permite medir o período necessário para investir em treinamento sem que a produtividade no trabalho fique prejudicada. 

 

6. Comportamento

 

Esse indicador de treinamento é focado no comportamento dos colaboradores. Por meio dele, o RH descobrirá se as capacitações oferecidas estão de acordo com as necessidades dos colaboradores e desenvolvendo assertivamente suas hard e soft skills

Para isso, é importante realizar primeiramente o mapeamento comportamental de cada um. Isso pode ser feito por meio do profiler. Ainda, o indicador de comportamento também mostra o nível de engajamento do colaborador com o treinamento entre outras questões relevantes para o RH.

 

7. Valor médio de investimento em treinamento e desenvolvimento por colaborador

 

Esse dado é crucial para que a empresa saiba se há aumento ou redução de investimento em comparação a períodos anteriores. Além disso, ter em mãos o valor médio que foi aplicado em capacitação por colaborador possibilita a identificação de quanto foi o retorno sobre o investimento (ROI).

Para realizar esse cálculo basta dividir o total investido pela quantidade de colaboradores que participaram de cada treinamento. Quanto menor for o resultado, quer dizer menos custos para a empresa e maior retorno, o que significa que todo o investimento foi assimilado com sucesso.

Por último, mas não menos importante, poder contar com dados sólidos e estratégicos é uma peça-chave para o RH conseguir mostrar aos seus gestores o quanto é essencial investir no desenvolvimento dos talentos da organização — por possibilitar performances e resultados incríveis!

Viu só como os indicadores de treinamento podem auxiliar o RH a medir se as capacitações oferecidas pela empresa estão trazendo os melhores resultados? Assim, quando o setor tem esses dados em mãos, torna-se possível a geração de insumos e insights para resoluções criativas e efetivas diante de processos de treinamentos que precisam ser melhorados. 

E para se tornar um destaque no RH da sua empresa, não deixe de fazer o Curso de Times de Alto Desempenho. Uma capacitação prática e de fácil compreensão inteiramente gratuita que a Sólides preparou para você!

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *