Soft Skills o que é e como Aperfeiçoá-la nos Colaboradores?

 

Você sabe o que é Soft Skills? Hoje, no mundo corporativo, é extremamente comum ouvirmos sobre a cobrança de habilidades técnicas, qualificações acadêmicas, nível de idiomas e certificados de proficiência. No entanto, um profissional que preenche todos esses requisitos ainda pode não ser o ideal para uma empresa devido à falta de soft skills.

Podemos adiantar que as soft skills são tão importantes quanto um diploma ou uma língua estrangeira quando o assunto é equipe que produz bons resultados.

Se você quer entender o significado do conceito e como ele é fundamental para a formação de times de alta performance em sua companhia, continue a leitura!

 

O que são as soft skills?

 

O termo soft skills se refere às habilidades inerentes à personalidade e ao comportamento de uma pessoa. Trata-se de fatores extremamente pessoais, mas que carregam um grande peso.

Essas skills são influenciadas pela trajetória individual de cada pessoa, pela cultura, pelos ensinamentos recebidos ao longo dos anos e pelas experiências já vividas. Ou seja: no geral, as pessoas que apresentam certas soft skills não fizeram um curso específico para aprendê-las. Como exemplos, podemos citar:

 

  • ética no trabalho;
  • inteligência emocional;
  • boa comunicação interpessoal;
  • flexibilidade;
  • potencial de liderança;
  • empatia;
  • resiliência em situações difíceis;
  • atitude positiva;
  • organização e planejamento;
  • criatividade;
  • facilidade para trabalhar em equipe.

 

Observando essas características, você certamente percebeu o motivo de tantos gestores buscarem por profissionais com soft skills para seus times, certo?

Vale ressaltar que as soft skills são comumente relacionadas à hard skills, no entanto, tratam-se de opostos.

As hard skills são as habilidades do indivíduo que podem ser mensuradas, ou seja, elas podem ser ensinadas e aprendidas, além de serem facilmente observadas e comprovadas por meio de diplomas ou pelo desempenho do profissional em alguma tarefa específica, como falar outro idioma, por exemplo.

Logo, enquanto as soft skills são habilidades implícitas do indivíduo, as hard skills são explícitas. Vejamos a seguir alguns exemplos de hard skills:

 

  • cursos técnicos;
  • graduação;
  • mestrado e doutorado;
  • proficiência em uma língua estrangeira.

 

Como as hard skills são observadas com facilidade, elas acabam recebendo menos atenção nos processos seletivos do que as soft skills, que necessitam de uma análise mais profunda para serem identificadas.

 

Por que é preciso desenvolver essas habilidades?

 

Como se tratam de atributos pessoais, muita gente acha que é impossível aprendê-los ou desenvolvê-los — o que não é verdade. Trabalhar essas habilidades do zero pode sim ser mais desafiador, mas os resultados não deixam de ser viáveis.

Ao mesmo tempo, os que já apresentam algumas habilidades interpessoais podem (e devem) desenvolvê-las ao longo da vida. A empresa, por exemplo, tem um grande papel no desenvolvimento das soft skills em seus colaboradores.

Primeiramente, é preciso mostrar que essas questões são muito importantes para o convívio e a performance no ambiente de trabalho. Em segundo lugar, os empregadores também podem reforçar que ninguém deve desistir do aprimoramento de competências tanto técnicas quanto interpessoais.

A seguir, veja alguns motivos que você pode apresentar aos profissionais para incentivar esse desenvolvimento.

 

soft skills

 

Melhorar o ambiente corporativo

 

Existe uma mudança latente no cenário corporativo. Ela se deve à exaustão causada por ambientes organizacionais focados apenas em resultados, sem nenhuma preocupação com o bem-estar do time.

As relações interpessoais têm um grande efeito na rotina das empresas. Por isso, os recrutadores estão priorizando a contratação de pessoas com valores sólidos e habilidades de comunicação e trabalho em equipe.

Isso ajuda a fortalecer a cultura e garantir equipes que trabalhem unidas, com satisfação e propósito. As soft skills auxiliam na formação de times engajados, saudáveis e produtivos.

 

Fazer a diferença no mercado de trabalho

 

O mercado está cada vez mais competitivo e, como falamos no início do artigo, agora as empresas não se contentam em recrutar ou manter profissionais apenas com habilidades técnicas.

Colaboradores que desenvolvem essas competências saem na frente no reconhecimento de seus gestores, com a possibilidade de alcançarem posições de liderança na empresa. Além disso, desenvolver tais aspectos torna o profissional mais seguro, produtivo e satisfeito consigo mesmo.

 

Melhorar o planejamento estratégico

 

Investir para fortalecer soft e hard skills é primordial para a melhoria do planejamento estratégico. Inclusive, essa tarefa deve ser realizada com muita análise a fim de promover a conquista de profissionais de alta performance.

Afinal, com uma equipe capacitada e atualizada, torna-se viável maior ousadia no momento de definir os objetivos e maior competitividade no momento de comparar-se aos concorrentes.

 

Garantir o retorno sobre investimento de treinamento

 

Muitas empresas acabam se equivocando ao fornecer treinamentos que são pouco aproveitáveis pelos profissionais e que acabam gerando um gasto desnecessário e entediando os colaboradores.

Logo, o desenvolvimento das habilidades em questão garante o retorno sobre investimento de treinamento, afinal, as competências adquiridas pelos profissionais nesses treinamentos podem ser aplicadas em qualquer situação no dia a dia corporativo.

Por exemplo, empatia, resiliência, inteligência emocional e desenvoltura interpessoal tornam o profissional apto a qualquer tipo de atividade, pois ele estará aberto à compreensão e ao aprendizado.

 

Como fomentar o desenvolvimento de soft skills?

 

O setor de RH estratégico de uma companhia pode ser o grande incentivador do desenvolvimento das soft skills nos profissionais. O departamento é capaz de fornecer as ferramentas certas e promover um ambiente que realmente valorize essas habilidades.

Mostramos abaixo algumas ações que podem fazer parte do dia a dia da empresa para que as soft skills sejam trabalhadas.

 

Reconhecer os potenciais do profissional

 

Observar a equipe, identificando pessoas que têm potencial para desenvolver áreas específicas, é fundamental aos gestores. Isso ajuda a extrair o melhor de cada um e a investir tempo e recursos em um “solo fértil”.

Alguns profissionais têm potencial de liderança e precisam apenas de treinamento para se tornarem grandes líderes, por exemplo. Outros já apresentam habilidades criativas, mas necessitam de autoconhecimento para se sentirem mais seguros ao colocá-las em prática.

 

Estimular o trabalho em equipe

 

Muito das soft skills envolve o relacionamento interpessoal. As habilidades de comunicação, o trabalho em equipe e a empatia não serão desenvolvidos se a gestão estimular competições internas e práticas não profissionais.

Fomentar a colaboração, a troca e a união garante que os colaboradores confiem uns nos outros e se sintam mais livres para opinar, criar ou produzir resultados.

 

Criar uma cultura de feedback

 

Um recurso valioso que deve ser adotado entre gestores e suas equipes é o feedback. Os profissionais podem se desenvolver de forma muito mais acelerada se seus líderes mostrarem em quais pontos eles podem melhorar ou estão acertando.

Essa cultura, no entanto, deve ser trabalhada de forma que a comunicação não seja agressiva, mas empática. A prática de trocar feedbacks pode se estender aos colegas de trabalho ou partir da equipe para o gestor.

 

Oferecer ferramentas para o autoconhecimento

 

O autoconhecimento é a porta de entrada para o desenvolvimento de diversas soft skills, a exemplo de inteligência emocional, resiliência, liderança e criatividade. Por isso, trata-se de uma área que precisa ser trabalhada nos profissionais.

Ferramentas como o coaching são constantemente usadas para desenvolver pessoas, pois proporcionam o amadurecimento do colaborador por meio do autoconhecimento. Isso vai repercutir não apenas em seus resultados como profissional, mas também na sua vida pessoal e nas relações estabelecidas.

 

Promover o aprendizado constante

 

Empresas que desejam equipes de alta performance precisam investir em estratégias de aprendizagem constante para seus profissionais. Atualmente, é possível garantir isso de inúmeras formas, com treinamentos periódicos, plataformas de educação à distância e programas de aprendizagem.

 

Fazer uso da educação online

 

Para fomentar ainda mais o desenvolvimento das soft skills e também das hard skills é interessante fazer uso da educação online para a valorização e especialização do capital humano.

Desse modo, ocorre a otimização do tempo dos treinamentos e o profissional consegue desenvolver-se de uma maneira mais dinâmica, sem restrição de tempo e com maior objetividade nos conteúdos.

Vale ressaltar que fortalecer soft e hard skills deve ser algo estratégico e analisado. Ou seja, é preciso conhecer os profissionais, quais os seus pontos positivos e negativos, quais as suas características que estão em acordo ou em desacordo com as estratégias da corporação e, a partir disso, desenvolvê-los a fim de torná-los mais alinhados ao perfil almejado pela empresa.

Logo, em vez de promover cursos e treinamentos apenas técnicos, a recomendação é apostar no desenvolvimento de habilidades pessoais que aprimorem as soft skills dos funcionários.

Até porque, o desenvolvimento dessas habilidades não melhora os indivíduos somente como profissionais, mas os torna mais aptos a conviver harmoniosamente com a sociedade. Dessa forma, a empresa vai garantir colaboradores extremamente gratos, unidos, engajados e criativos.

Ou seja, investir em soft skills é, ao mesmo tempo, um investimento na ampliação da competitividade e empregabilidade dos profissionais e na qualidade dos processos da corporação. Isso significa que é uma ação ganha-ganha e que promove a satisfação e o bem-estar de todos na empresa.

Esperamos que, com este conteúdo, você tenha percebido o potencial que as soft skills têm para a atuação dos profissionais em uma empresa e para a ampliação das oportunidades que a própria corporação vai adquirir ao promover o desenvolvimento de seu pessoal. Promover o desenvolvimento dessas competências certamente trará inúmeros benefícios para o negócio.

Separamos mais um artigo para você entender como a aprendizagem móvel é uma excelente opção às empresas que querem capacitar seus funcionários. Não deixe de ler!

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *