Quais são as tendências de treinamento e desenvolvimento 2021?

7 minutos para ler

 

Bons gestores sabem da importância de investir na preparação e capacitação da sua equipe. E, ao longo do tempo, novas metodologias e tecnologias são adicionadas ao leque de opções disponíveis nesse processo. Já existem novas tendências de treinamento e desenvolvimento para 2021, muitas das quais você deve se inteirar para implementá-las em seu negócio.

Qualquer que seja o seu contexto, é indispensável contar com a ajuda de profissionais de treinamento e desenvolvimento ao longo do caminho. Por isso conversamos com Michely Passini, Consultora da EADSKILL, para aprender um pouco mais sobre quais são essas tendências e qual é sua importância.

Quer entender melhor o assunto? Então, acompanhe!

 

Qual a importância de se adequar às novas tendências de treinamentos e desenvolvimento?

 

Antes de falar sobre as tendências em si, é importante lembrar por que algumas delas têm ganhado forma e força recentemente, assim como a importância de acompanhá-las à medida que surgem, de forma geral.

Alguns dos principais motivos estão a seguir.

 

Otimizar o desempenho da equipe

 

À medida que o treinamento e desenvolvimento se modernizam, surgem novas formas de ampliar a qualidade do seu trabalho e contribuir com os resultados dos seus colaboradores. Afinal, a forma como você estrutura conteúdos e instruções também possui grande impacto na forma como todos vão aplicar esse conhecimento no dia a dia.

Claro, nem todas as tendências terão o mesmo resultado em qualquer negócio, sendo necessário adaptar certos aspectos à sua realidade, demanda e limitações. Porém, depois que você se familiarizar com esses recursos, poderá promover essas mudanças de forma efetiva consistentemente.

 

Destacar-se em relação aos concorrentes

 

Muitas das tendências de treinamento e desenvolvimento para 2021 são pensadas com base em um princípio: a criação de um diferencial. A forma como seus processos funcionam possuem efeito direto ou indireto sobre a qualidade do serviço entregue ao cliente final. E um bom treinamento é indispensável para ajudar a destacar seu trabalho. Com isso, você consegue criar uma imagem mais forte e única para sua empresa, o que contribui com a atração e retenção de clientes ao longo do tempo.

 

Adaptar-se a novas realidades socioeconômicas

 

Por fim, mas não menos importante, é bom lembrar que, assim como as demandas do público mudam, as condições nas quais os treinamentos são aplicados também se alteram. Especialmente em um ano tão diferente quanto foi 2020.

Falamos um pouco com a Michely sobre o assunto e ela também destaca como esse foi um ano de profunda mudança para a área de treinamento de desenvolvimento:

“O cenário de treinamento e desenvolvimento vive uma transformação intensa em função do isolamento social ocasionado pela COVID-19. Em fevereiro de 2020 a ABTD (Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento) divulgava o ‘Panorama do Treinamento no Brasil’; em 2019, 71% dos treinamentos aplicados pelos 533 respondentes da pesquisa foram presenciais.”

Em outras palavras, assim como o mercado muda, também é importante adotar tendências que te ajudam a se adaptar a essas novas realidades, garantindo sua efetividade ao longo do tempo.

 

Quais são as principais tendências de treinamentos e desenvolvimento para 2021?

 

Com esses tópicos em mente, falamos um pouco com a Michely Passini sobre suas expectativas e quais são as principais tendências na área de treinamento e desenvolvimento para o próximo ano. Vejamos alguns dos principais pontos destacados.

 

Melhor alinhamento dos objetivos de treinamento

 

A base para a execução de qualquer tarefa é um bom planejamento, e a base para o seu planejamento é a definição de metas e objetivos. Não se trata apenas de aplicar um conteúdo, mas de observar os resultados positivos gerados quando esses conhecimentos são aplicados. Bons programas de treinamento possuem objetivos alinhados desde o começo.

 

Treinamento EAD

 

Como já mencionamos, a pandemia de COVID-19 foi um forte catalisador para diversas mudanças na área de treinamento. Uma das mais claras é a ênfase na Educação a Distância. Em muitos setores, especialmente em grandes empresas, esta tem se tornado a melhor alternativa para garantir a capacitação da equipe durante o isolamento social, assim como sua adaptação a essa nova realidade.

 

Blended learning

 

Como Michely explica, o blended learning “propõe a aplicação da tecnologia ao ensino, sem abrir mão da interação humana. Por exemplo, distribuição de conteúdos digitais e posterior exploração e discussão do conteúdo, em lives ou reuniões virtuais. Ou ainda, criação de comunidades de prática para compartilhamento de experiências de aprendizagem.” Em outras palavras, é uma metodologia com o objetivo de promover o ensino a distância sem perder o contato humano.

 

Microlearning

 

Aulas longas tendem a ser bem exaustivas e pouco produtivas. Por isso que o microlearning tem se tornado uma das principais tendências de treinamento e desenvolvimento para 2021. Nas palavras de Michely Passini, “o conteúdo que antes seria aplicado durante horas em sala de aula é fragmentado e aplicado em pequenas doses diárias com abordagem prática, acessível e interessante. Esse formato respeita a área cognitiva do aprendiz, uma vez que nossa memória de curto prazo é limitada.” A longo prazo, esse formato leva a melhor fixação e aprendizado mais eficiente.

 

Curadoria de conteúdo

 

A escolha do conteúdo certo é indispensável para alinhar os treinamentos aos objetivos da empresa. Michely fala sobre o uso da Teoria da Taxonomia de Bloom, a qual estabelece uma hierarquia e classificação para estes conteúdos:

 

  • conteúdo factual – composto por dados, fatos, acontecimentos, ocorrências, experiências entre outros;
  • conteúdo conceitual – composto por definições, conceitos, regras, princípios, explicações entre outros;
  • conteúdo procedimental – composto por atividades, situações, ferramentas e recursos práticos;
  • conteúdo meta cognitivo – composto por informações que estimulem o raciocínio, a crítica, a descoberta, a solução de problemas e a tomada de decisão.

 

Além disso, também é necessário levar em conta o nível de compreensão de cada conteúdo. Estes são: Recordar, Entender, Aplicar, Analisar, Avaliar, Criar. Ter ciência do tipo de conteúdo a ser adotado e do nível de compreensão pretendido já é de grande ajuda para planejar os treinamentos.

 

Cultura de liderança e aprendizagem

 

Por fim, a área de treinamento e desenvolvimento possui um papel fundamental na criação de uma cultura de liderança, onde profissionais com mais experiência, conhecimento e empenho são valorizados e bem aproveitados. “A área de Treinamento e Desenvolvimento é fundamental para garantir aos colaboradores toda informação e diretrizes para que haja crescimento profissional e uma cultura de sucessão de lideranças que valorizem e apliquem a Gestão da Informação e Conhecimento”, explica Michely.

Agora que você entende um pouco melhor sobre as tendências de treinamento e desenvolvimento para 2021, é hora de promover mudanças em seu negócio. Considerando que o cenário de pandemia ainda não se encerrou, há muito o que  fazer para manter o desempenho.

E se quiser ajuda para buscar esses resultados, entre em contato com a EADSKILL e veja como podemos te auxiliar nesse momento.

Você também pode gostar

Deixe um comentário