Educação Corporativa: Como implantá-la em sua empresa?

9 minutos para ler

 

Neste artigo, pontuamos as principais etapas que você deve seguir para implantar a educação corporativa em sua empresa.

A necessidade de crescer e se destacar no mercado faz com que organizações invistam cada vez mais em estratégias de educação corporativa nas empresas. Cada vez mais, gestores têm percebido que treinamentos esporádicos não têm um impacto real na rotina.

Uma das funções de um RH estratégico é justamente promover o desenvolvimento dos colaboradores da empresa. Isso é uma forma de valorizar os profissionais, garantindo a retenção de talentos e resultados mais satisfatórios.

Neste post, mostraremos como é possível implementar a educação corporativa na empresa e quais os principais erros que você deve evitar. Confira!

 

Como implementar a educação corporativa em sua empresa?

 

Com algumas medidas simples é possível fazer a implementação da educação corporativa na empresa. Veja, a seguir.

 

Analise as necessidades do público

 

Em primeiro lugar, é preciso entender as carências do seu público-alvo em relação ao desenvolvimento. A educação corporativa nas empresas pode ser voltada para diversas áreas, como competências técnicas, atualização, formação de líderes e desenvolvimento de soft skills.

Ou seja, não se trata apenas de treinamentos ocasionais para entender um novo sistema ou garantir cumprimento de normas. A aprendizagem pode fluir por diversos caminhos e garantir o desenvolvimento pessoal e profissional.

É preciso realizar um levantamento das necessidades de treinamento para identificar onde os recursos da empresa serão mais bem aplicados considerando o que precisa ser aprendido e os resultados que o processo pode gerar.

 

Os 5 fatores que devem ser considerados nesse levantamento são:

  • objetivo da empresa;
  • mudanças necessárias;
  • lacunas de conhecimento;
  • indicadores de resultado;
  • método de treinamento.

 

Planeje a implementação

 

Após identificar quais áreas podem ser desenvolvidas, é hora de planejar a implementação do programa. Esse momento deve contar com o apoio dos gestores das equipes, de forma a identificar se existem períodos mais propícios para o início da metodologia.

Também é preciso considerar quais serão os gastos imediatos e a longo prazo que o programa de educação corporativa vai gerar.

É interessante sempre gerar estimativas que comparem o que será investido com o que a empresa terá de retorno por capacitar os colaboradores.

No planejamento, o RH deve estipular se todos participarão do programa ao mesmo tempo ou se ele será realizado por etapas. Também é importante considerar se a mesma metodologia será eficaz para atender todos os setores.

O planejamento também inclui a escolha da metodologia e do material que será usado. Falaremos desses aspectos adiante.

 

Escolha a metodologia

 

Existem diversas possibilidades para a educação corporativa nas empresas atualmente, cada uma com características particulares que, por sua vez, podem produzir resultados distintos.

A análise feita durante seu planejamento e seu levantamento de necessidade vai mostrar se seus colaboradores têm tempo para treinamentos presenciais ou se um sistema de e-learning seria mais eficaz.

Também é preciso considerar a idade do público, se eles se interessarão mais por e-books e infográficos ou por ferramentas de gamificação e realidade virtual.

Veja como existem diversas soluções oferecidas no setor de educação corporativa:

 

  • E-learning;
  • Microlearning;
  • Mobile learning;
  • Gamificação;
  • Realidade virtual;
  • Vídeos;
  • White board;
  • Pílulas do conhecimento;
  • Rapid learning;
  • Simuladores;
  • Infográficos;
  • E-book digital;
  • Literatura técnica.

 

É claro que existe a possibilidade de mesclar metodologias e estratégias para elaborar um curso atrativo e de alta eficácia.

 

Crie o conteúdo dos cursos

 

O passo seguinte envolve a elaboração dos conteúdos que serão oferecidos aos colaboradores durante os cursos.

Você pode contar com profissionais externos para desenvolver o material ou solicitar a colaboração dos gestores e especialistas da sua empresa para compartilhar conhecimentos.

É importante que o conteúdo criado tenha real relevância para a vivência profissional das equipes. Assim, a empresa conseguirá se beneficiar dos resultados de profissionais mais capacitados.

Com base no planejamento e na análise realizada anteriormente será possível definir quanto tempo cada módulo de um treinamento precisa ter para se encaixar à rotina do profissional.

 

 

Desenvolva materiais auxiliares

 

Para complementar uma estratégia de educação corporativa nas empresas, muitos usam materiais auxiliares que chamem a atenção e tragam dinamismo. Como exemplo, podemos citar infográficos, vídeos, games e aplicativos.

Os materiais auxiliares são importantes para criar uma cultura de aprendizado constante na empresa, onde os colaboradores possam ter acesso a conteúdos ricos em diversos momentos de sua rotina.

 

Conte com empresas especializadas

 

Optar por uma organização especializada em educação corporativa nas empresas é uma excelente decisão! Eles se tornam aliados e podem atuar desde a elaboração da estratégia até a criação e implementação dos cursos.

Contar com uma empresa especializada nesse setor é uma forma de garantir que seus funcionários terão treinamentos realmente completos e com alto nível de desenvolvimento.

Essa opção também é a melhor alternativa para equipes de RH que precisam focar em múltiplas estratégias para desenvolvimento e retenção de talentos. Assim, a parte prática é terceirizada com profissionais experientes que vão garantir um bom resultado.

A visão de uma empresa externa é preciosa para o seu negócio, pois pode propor soluções mais criativas e personalizadas para o contexto das suas equipes.

 

Monitore os resultados

 

Após a implementação do programa de educação corporativa, é imprescindível acompanhar os resultados e métricas gerados. É preciso criar indicadores que sejam pontuais em mostrar se as estratégias estão alcançando os objetivos.

Esse monitoramento é importante para descobrir se algo precisa ser alterado na metodologia usada ou nos conteúdos. Afinal, o alvo de treinamentos e cursos é aprimorar as habilidades e competências dos profissionais.

 

Experimente os benefícios da educação corporativa

 

educação corporativa nas empresas gera resultados surpreendentes e você certamente vai percebê-los a curto, médio e longo prazo no ambiente da sua organização.

As vantagens vão muito além de profissionais que conhecem mais ferramentas ou alcançam a especialização em sua área de atuação.

Separamos alguns desses benefícios que mostram como investir na aprendizagem pode mudar a forma que sua empresa opera:

 

  • aumento da produtividade e dos resultados;
  • senso de valorização nos profissionais;
  • atração de novos talentos;
  • retenção dos talentos;
  • maior engajamento nos objetivos da empresa;
  • melhora do clima organizacional e fortalecimento da cultura da empresa;
  • desenvolvimento de novos líderes;
  • maior vantagem competitiva da empresa, que terá profissionais mais capacitados.

 

Quais são os erros sobre educação corporativa que você deve evitar?

 

Existem vários erros que podem ser cometidos. Contudo, conhecê-los e saber como evitá-los é fundamental.

 

Falta de alinhamento entre o conteúdo e o objetivo da empresa

 

A educação corporativa precisa seguir uma finalidade, ou seja, contribuir para que a empresa alcance suas metas e solucione lacunas. Para maximizar o potencial do conteúdo compartilhado com os funcionários, a instituição deve entender quais são as principais necessidades e o que importa para a equipe.

Caso a empresa queira ter um investimento em educação corporativa, é importante alinhar a expectativa e saber de que maneira o conteúdo contribuirá para os colaboradores.

Um exemplo é, um conteúdo motivacional poderá servir para motivar e engajar a equipe, mas não solucionará dificuldades técnicas do colaborador. Assim, é necessário mapear o que a empresa necessita nesse caso e quais tipos de conteúdo são os mais adequados para cada contexto.

 

Colaboradores pouco engajados

 

Outro erro que mostra que as coisas podem não estar indo muito bem é o baixo engajamento dos colaboradores. Assim, capital intelectual, absenteísmo, rotatividade e outros indicadores permanecem ruins.

Essa falha é bastante comum quando as empresas decidem iniciar um programa de educação corporativa sem uma conversa aberta com os funcionários. Todos os membros, independentemente da área, idade ou cargo, devem direcionar o esforço para os objetivos da instituição. No entanto, isso não é realidade quando a decisão é unilateral.

 

Não ter um programa contínuo de educação corporativa

 

Algumas ações pontuais, como workshops e palestras, são importantes e muito bem-vindas. Elas servem para momentos pontuais: a educação corporativa precisa de uma continuidade. Para isso, faça uma trilha de aprendizado que desperte a curiosidade dos funcionários e que seja útil para o desenvolvimento profissional.

Os colaboradores perceberão que serão valorizados pela instituição e se capacitarão ainda mais, o que gera resultados, em contrapartida. Também é fundamental que a empresa acompanhe o desenvolvimento de sua equipe, que só é possível caso haja um programa contínuo.

Observe os dados gerados e proporcione um canal para que o funcionário possa contribuir com dúvidas, comentários e sugestões de melhorias.

 

Não mensurar os treinamentos

 

Como todos os processos dentro da empresa, é necessário ter o registro dos critérios, indicadores e informações de avaliação. Com esse levantamento de dados, o gestor consegue identificar fragilidades, falhas e criar um plano de ação para melhorar o processo.

Além disso, é possível identificar pontos fortes e fracos dos colaboradores. Para isso, uma boa dica é contar com um software de gestão, no qual poderá acompanhar esses treinamentos e a performance das equipes.

 

Não esclarecer a aplicabilidade do treinamento

 

Outro fator muito importante para ter sucesso na educação corporativa é compreender a finalidade do treinamento. A empresa precisa ser transparente com os colaboradores sobre essa questão, sua aplicabilidade e importância. Todas as pessoas da companhia, independentemente da área ou do cargo, devem estar alinhados com o objetivo da instituição.

Viu o motivo da educação corporativa nas empresas ser uma das grandes tendências do mercado corporativo atual? Esperamos que este conteúdo ajude você iniciar a implementação de um programa de aprendizagem hoje mesmo em sua organização!

Gostou deste post? Então, compartilhe-o em suas redes sociais para que seus amigos também saibam como implementar a educação corporativa na empresa!

Você também pode gostar

Deixe um comentário