Indicadores de RH: Conheça quais são os principais

 

Saiba em nosso conteúdo quais são os principais indicadores de RH!

Os indicadores são ferramentas usadas pelas empresas para mensurar o desempenho de determinadas iniciativas. No caso do RH, os indicadores definem a eficácia de atividades que se desenvolvem principalmente na área de Recursos Humanos, inclusive treinamento, custos de trabalho, payback no capital humano e despesas geradas por cada colaborador.

Essas ferramentas permitem que a avaliação seja mais objetiva, o que contribui para que a tomada de decisões seja mais acertada. Quando algo é mais bem direcionado, é possível avaliar as atividades que geram, ou podem gerar, um impacto maior nos custos empresariais.

Os indicadores de RH são ferramentas que fazem uso de algoritmos para criar e aplicar fórmulas que ajudam a medir a contribuição de uma gestão de Recursos Humanos para a empresa. Considere, a seguir, os principais indicadores desse setor!

 

A rotatividade

 

Trata-se de um modelo também chamado de turnover. Ele mensura a taxa de entrada e a taxa de saída dos colaboradores que já têm certa estabilidade no emprego e são indicados dentro de uma média aceitável.

Ele é aplicado como um medidor da saúde da empresa e serve para apontar se alguns valores necessitam de alguma reavaliação pela liderança, que se encarregará de corrigi-los e melhorá-los.

O gestor pode medir o índice de rotatividade e os custos que ela gera. Nesse último caso, é preciso considerar todas as despesas relacionadas ao pagamento das rescisões de contrato, adicionando tributos e multas. O gestor ainda precisa somar os custos com a contratação de um novo colaborador, incluindo os treinamentos e as qualificações.

Por ser tão relevante, a taxa de rotatividade deve ser estabelecida no planejamento estratégico. Um alto turnover não é bom para a saúde empresarial, pois mostra que podem existir problemas no relacionamento com os funcionários, o que não é bom para a imagem da organização — além dos prejuízos financeiros, inclusive se acontecerem ações trabalhistas.

 

O absenteísmo

 

Entre os principais indicadores de RH, destaca-se o que mede a taxa de absenteísmo, ou seja, que calcula as faltas e os atrasos dos funcionários durante um período determinado.

Dessa forma, é possível identificar informações sobre a motivação de cada um. É um indicador muito valioso para a produtividade. É necessário comparar e analisar dados e referências do colaborador durante alguns meses. Só assim será obtido um resultado confiável, que sirva de referência para a avaliação.

 

O desempenho

 

Por meio desse indicador de RH, o gestor pode gerar um feedback geral para cada setor. Assim, ele analisa quais os colaboradores que apresentam um desempenho melhor. É importante considerar critérios como a assiduidade no trabalho, a finalização dos projetos, o cumprimento dos prazos, os resultados financeiros e outros pontos.

A partir de indicadores de RH de desempenho, é possível identificar os funcionários que requerem maior atenção, que ainda estão se ajustando e precisam de mais treinamentos. Consegue identificar também os que oferecem um desempenho melhor e não exigem tanta atenção.

É fundamental levantar dados com a ajuda das análises de desempenho. É preciso definir quem avaliará a performance dos funcionários e usar questionários que transformem informações de qualidade em informações de quantidade.

A utilização de escalas é um exemplo de como a análise de desempenho pode ser feita. Um modelo muito comum que atribui valores às competências e às realizações é o seguinte:

 

Powered by Rock Convert
  1. Não entregou as tarefas no prazo e o resultado ficou aquém do esperado;
  2. Entregou as tarefas no prazo e o resultado ficou aquém do esperado;
  3. Não entregou as tarefas no prazo e o resultado ficou dentro do esperado;
  4. Entregou as tarefas no prazo e o resultado ficou dentro do esperado;
  5. Entregou as tarefas no prazo e o resultado ficou além do esperado.

 

Um número facilita alcançar um percentual que acompanhe o desenvolvimento do desempenho. Por exemplo, caso o funcionário tenha atingido 2, o índice é obtido ao se aplicar o número máximo como divisor. Assim, temos um percentual de desempenho de 40% (2 / 5 = 0,4).

 

A frequência

 

Além de mensurar as faltas dos colaboradores, o gestor também deve avaliar a pontualidade deles para compreender melhor o nível de engajamento e de compromisso individual.

A fórmula para calcular a frequência é: (presença / dias de trabalho) x 100. Por exemplo, em 21 dias de trabalho, o funcionário marcou presença durante 15 dias. Assim: (15 / 21) x 100 = 0,7142. Aproximadamente, a taxa de frequência é de 71,4%.

Ao considerar esses percentuais, o setor de RH pode desenvolver estratégias que contribuam para motivar ainda mais o colaborador. Também ajudam a compreender melhor as causas que geram atrasos. Uma solução para contornar essa situação é atribuir mais tarefas aos funcionários que se atrasam com frequência.

 

A avaliação de aprendizagem

 

Outros dos indicadores de RH mais relevantes é o que avalia a eficácia dos programas de aprendizagem. Pode-se mensurar o desenvolvimento dos profissionais por meio de uma análise cuidadosa dos líderes de equipes.

Para obter resultados efetivos, convém contar com formulários bem montados, já que os indicadores devem ser os mais precisos possíveis. Cada líder precisa confirmar a qualificação de cada membro de seu setor ou equipe.

 

A retenção de talentos

 

É outro valioso indicador, pois mede a eficiência das estratégias cuja finalidade é reter os profissionais mais qualificados. Um banco de talentos deve ser formado por profissionais que apresentam muito potencial para aproveitar oportunidades futuras.

Cada setor pode calcular o índice de retenção de talentos. O cálculo feito dessa maneira permite detectar com mais exatidão o que não está dando certo nas estratégias traçadas conforme as diferentes áreas da empresa. Os departamentos com índice mais baixo devem receber atenção especial, os motivos do abandono devem ser identificados e soluções adequadas, implementadas.

 

Outros indicadores de RH

 

Além desses, existem outros indicadores de RH que também são importantes:

 

  • o tempo médio de empresa: índice associado aos percentuais de turnover e retenção de talentos, ele mostra o tempo de permanência na empresa, sendo a base para o cálculo a quantidade total dos funcionários (é importante incluir idade, grau de escolaridade, desenvolvimento dentro da organização);
  • a produtividade: três fatores são importantes para o cálculo desse índice, que são o tempo, a qualidade e os custos (outros indicadores que servem para definir a produtividade são a satisfação dos colaboradores, a redução das despesas, o respeito aos prazos, a incidência de erros, a melhoria dos processos, as manutenções corretivas, o período de ociosidade e assim por diante).

 

Esses são alguns indicadores de RH que o setor deve considerar para realizar um bom trabalho, que satisfaça às necessidades de uma empresa e aumente seu potencial competitivo. Mas há diversos outros índices que o gestor deve conhecer e analisar se convém aplicá-los. Cada negócio tem suas próprias características e elas são fundamentais na hora de escolher as melhores ferramentas de gestão.

O que achou do post? Que índices você costuma usar? Quais deles acha mais úteis? Deseja citar outros indicadores que considera relevantes? Aproveite para deixar seu comentário nos espaços a seguir e enriqueça o artigo!

Powered by Rock Convert

One Reply to “Indicadores de RH: Conheça quais são os principais”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *